segunda-feira, 1 de março de 1999

O Sertanejo e a gota

Em 1999, a professora de português e literatura Fátima Mendes desafiou Pablo a escrever um texto de exatas 31 linhas, com o tema "uma gota d'água".

Chegando em casa, o desafio quase foi esquecido, mas, à noite, a lembrança veio acompanhada de uma imagem: a última gota d'água à disposição do sertanejo, a poucos metros do Rio São Francisco. Naquele tempo, a transposição do Velho Chico ainda era um sonho distante, uma promessa que aparentava destinada a jamais ser cumprida.

O poema foi rapidamente escrito, e recebeu o título O Sertanejo e a Gota. Com exatos 31 versos, foi aceito pela querida professora, e o desafio foi vencido.

Agora, o poema está à disposição no Literatura Errante. No Verso Errante.