segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Não foi dessa vez

Após alguns anos de muitos sacrifícios em todos os campos da sua vida, Pablo estava em reconstrução total. Voltara a se exercitar (corria todas as manhãs, e depois, passou a dançar regularmente), passara a praticar a jardinagem diariamente, buscava emprego, tentava passar no vestibular da Universidade Federal. Como disse, uma total reconstrução.

Até então, estavam todas as armas engatilhadas, mas, nenhum tiro no alvo. Ao conferir o gabarito da prova, julgou não ter passado no vestibular. A urgência de sua vida, de recuperar o tempo perdido em tantos anos de sacrifício, em tantos anos andando para trás, essa urgência gritante e estridente lhe feria os ouvidos, os olhos, a alma. Chorou, e escreveu um desabafo: Não foi dessa vez.

Não sabia que havia, sim, passado no vestibular. E conseguiu um emprego, e foi convocado num concurso em que foi aprovado... todos os sacrifícios resultaram em conquistas, todos os esforços continuam rendendo frutos até hoje. Mas, essa crônica fala da frustração do fracasso que não aconteceu. Confira.

Veja esse e outros textos em Prosa Errante. E seja bem-vindo ao Literatura Errante!

domingo, 20 de dezembro de 2009

Virando a Casaca

Coisas incríveis podem acontecer, quando você vai a uma cidade do interior, a procura de emprego. Não digo que acontecerá, mas, que pode acontecer. Duvida? Leia este conto, e verá que poderá terminar Virando a Casaca.

Veja esse e outros textos em Prosa Errante. E seja bem-vindo ao Literatura Errante!

sábado, 14 de novembro de 2009

Desejo, Quero, Anseio, Preciso

A carne e o espírito não sossegam. Estão sempre em busca de locupletar-se, hedonisticamente. E, quando o o desejo é voltado para a satisfação de outra pessoa? Desejo, Quero, Anseio, Preciso traz um pequeno vislumbre dessa necessidade.

Agora, o poema está à disposição no Literatura Errante. No Verso Errante.

Além da Minha Fantasia

A solidão evidencia o vazio na alma do poeta, mas são os seus versos que a exibem. Mais uma vez o poeta descobre-se devaneando em busca de uma mulher ideal. Não ideal no sentido de uma suposta perfeição inatingível, mas, que somente existe no mundo de suas ideias. Mas, se divagar lhe dá prazer, por outro lado, não pode mais esperar pela realização de seu ideal. É disso que fala Além da Minha Fantasia.

Agora, o poema está à disposição no Literatura Errante. No Verso Errante.

domingo, 8 de novembro de 2009

Meu novo hobby

Quem diria que a jardinagem e a vida teriam tanto em comum? Conheçam Meu novo hobby!

Veja esse e outros textos em Prosa Errante. E seja bem-vindo ao Literatura Errante!

sábado, 7 de novembro de 2009

Soneto de um Coração

Soneto de um Coração é o retrato da alma de um artista. Sempre tomado por alguma paixão, jamais vazio, o que transborda é a matéria prima de sua arte, e o seu suor é o que a molda em sua obra.

Agora, o poema está à disposição no Literatura Errante. No Verso Errante.

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Nossa Doce Harmonia

Sonhos sonhados à noite nos enganam até acordarmos. Sonhos sonhados enquanto despertos nos deliciam, enquanto deles desfrutamos. Fantasiar pode ser tão excitante quanto viver - ou até mais. Assim, desperto ou em sono profundo, rostos e corpos povoam a mente do poeta, exortando-o a compor poemas como Nossa Doce Harmonia.

Agora, o poema está à disposição no Literatura Errante. No Verso Errante.

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Canção da Solidão Desiludida

A dor e a desilusão fazem tudo parecer sem futuro ou solução. Às vezes, a melhor forma de dar vazão a tamanho pessimismo é compor uma Canção da Solidão Desiludida.

Agora, o poema está à disposição no Literatura Errante. No Verso Errante.

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Atitude Necessária

Não há receitas mágicas para uma vida boa. Mas, para cada situação, há uma Atitude Necessária. Tome-a, aproprie-se dela, aja e enfrente o desafio com altivez. Ao final, há de ver que valeu.

Agora, o poema está à disposição no Literatura Errante. No Verso Errante.

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Conservador

Alguém que não recordo quem, certa feita, afirmou que o maior defeito do conservador é escolher mal o que deve ser conservado. Ora, afinal de contas, qual de nós não é Conservador, em algum momento, ou a respeito de algum assunto? Leia mais sobre conservadorismo, na crônica.

Veja esse e outros textos em Prosa Errante. E seja bem-vindo ao Literatura Errante!

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Despalavra Sensentimental

Há sentimentos e ideias para os quais ainda parece não terem sido criadas palavras. Sentimentos presos dentro de si provoca tumulto e desordem. Quisera poder fugir do alvoroço sentimental, como propôs o poeta em Despalavra Sensentimental.

Agora, o poema está à disposição no Literatura Errante. No Verso Errante.

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Miserável

"É incrível a capacidade humana de ser miserável! Não me refiro à miserabilidade de pobreza. Esta é a condição intrínseca que nasce conosco: nascemos pobres, mesmo que em berço de ouro, e eventualmente não vivemos na pobreza; a prova é que é muito fácil te tirar tudo que tens, num estalar de dedos, pois nada te pertence... Mas lá vou eu, como sempre, em delongas! Eu dizia que o homem (gênero humano, sim?) pode ser muito miserável, no sentido de ser cruel e desprezível. Ah, isso, sim..."

Leia mais, na crônica Miserável.

Veja esse e outros textos em Prosa Errante. E seja bem-vindo ao Literatura Errante!

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Solitário

A solidão pode levar a pessoa a fins inesperados. Pode levar o Solitário a estados inesperados. Conheça alguns deles nesta crônica.

Veja esse e outros textos em Prosa Errante. E seja bem-vindo ao Literatura Errante!

domingo, 20 de setembro de 2009

A Gota

Tantas histórias vividas. Quantas A Gota é capaz de contar?

Agora, o poema está à disposição no Literatura Errante. No Verso Errante.

domingo, 13 de setembro de 2009

Insegurança

Somente por meio da arte se é capaz de descrever o gérmen da Insegurança, por meio da caça de um felino. Vamos a um safari?

Agora, o poema está à disposição no Literatura Errante. No Verso Errante.

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Ansiedade

Esse tempo que não passa... consome-nos tamanha Ansiedade, que só a arte pode expressar...

Agora, o poema está à disposição no Literatura Errante. No Verso Errante.

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Poucas Palavras

Poucas Palavras não bastam para construir uma cidade. Mas são um começo. Não entendeu? Leia Poucas Palavras.

Agora, o poema está à disposição no Literatura Errante. No Verso Errante.

Solução

Amar em silêncio pode se tornar muito mais difícil do que ouvir um não. Falar, por outro lado, é um caminho sem volta. Qual é a sua Solução?

Agora, o poema está à disposição no Literatura Errante. No Verso Errante.

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Desejo

Como você lida com o seu Desejo?

Agora, o poema está à disposição no Literatura Errante. No Verso Errante.

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

O Romântico

Nem todo mundo sabe lidar com uma despedida, com o fim do relacionamento. Como será que lidou O Romântico?

Agora, o poema está à disposição no Literatura Errante. No Verso Errante.

Animal

O autor ressalta que não gostou deste poema. Mas, deu a cara à tapa, e isso já lhe rendeu um comentário muitíssimo positivo. Definitivamente, é o que dizem: após publicado, o texto não pertence mais ao autor. Leia Animal, e tire suas próprias conclusões.

Agora, o poema está à disposição no Literatura Errante. No Verso Errante.

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Ne me quitte pas e Inspiração

De onde vêm as mais belas e profundas peças de arte? Do amago do sofrimento, do fundo de um coração amargurado... do sofrimento, afinal. Essa é a relação entre Ne me quitte pas e Inspiração. Leia a crônica,e deixe sua opinião.

Veja esse e outros textos em Prosa Errante. E seja bem-vindo ao Literatura Errante!

Arte Conceitual - Convite

Olá, pessoal!

Trago-lhes uma proposta: Escrevam conosco!
Sua autoria será respeitada, e vocês podem publicar neste blog, ou em outros blogs ou sites à sua escolha. Apresentamos temas, aqui, e provocações, e adoraríamos que vocês trouxessem seus textos. O objetivo é ver como um só tema ou provocação pode gerar inúmeros textos. Um único conceito, várias obras de arte.

Entendam mais sobre a Arte Conceitual e nossas Propostas em Prosa Errante. E seja bem-vindo ao Literatura Errante!

Sábado à Noite

Essa história é real. A Longa Saga do Buraco Assassino Numa Rodovia Estadual na Paraíba aconteceu, e foi decidido que essa estória não poderia ser mantida em segredo. Desvende os mistérios de uma noite de sábado.

Veja esse e outros textos em Prosa Errante. E seja bem-vindo ao Literatura Errante!

Forever by my side

Sem muita segurança de estar fazendo certo, às vezes o poeta deixa fluir, para ver no que dá. É como aconteceu no poema Forever by my side. Quando os versos tomaram forma, quase que por vontade própria, não pareceu justo mantê-los escondidos. Aí, para orgulho, caso esteja compreensível, ou para vergonha, caso esteja mal escrito, decidiu-se publicar o poema, e deixar que o público decida.

Agora, o poema está à disposição no Literatura Errante. No Verso Errante.

sábado, 20 de junho de 2009

Sexo

Às vezes, a experiência do escritor é transmitida vividamente para as palavras, e a sua leitura é quase como experienciar as mesmas sensações e sabores. Há quem consiga mesmo sentir as sensações, ao ler um poema mais intenso. Será que lhe despertará alguma lembrança ou sensação, o poema Sexo?

Agora, o poema está à disposição no Literatura Errante. No Verso Errante.

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Mário e Leandra

Quando a esposa manda um marido chamar um machão para fazer um ménage a trois, a coisa não pode acabar bem. Ou pode? Conheça você também Mário e Leandra.

Veja esse e outros textos em Prosa Errante. E seja bem-vindo ao Literatura Errante!

Tudo Acabou

Quando um vacilo da pessoa amada te machuca a alma, não há sedução que dê jeito. É pior insistir, quando Tudo Acabou.

Agora, o poema está à disposição no Literatura Errante. No Verso Errante.

quinta-feira, 11 de junho de 2009

O Inferno de Cada Um

Todos já ouviram falar no inferno, na danação eterna, no fogo e no calor. Dante Alighieri concebeu um inferno construído em círculos concêntricos, e dedicou cada círculo a um perfil de pecador ou pecado capital, onde os condenados iam sendo distribuídos conforme a gravidade e natureza de seus pecados.

Mas... E se o inferno não for o mesmo para todo mundo?

E, se, em vez de um lugar, o inferno for uma prisão pessoal, a que se aflige em castigo o próprio pecador? Se há um inferno para castigar ou aprisionar cada tipo particular de pecado, de erro, de mau feito, como será o de cada pecador? E como será o seu?

Seja bem-vindo ao primeiro texto da série O Inferno de Cada Um.

Veja esse e outros textos em Prosa Errante. E seja bem-vindo ao Literatura Errante!

Proibido

Brincar com as palavras e as ideias não é exatamente a alternativa mais original. Nem por isso, é menos legal. É Proibido proibir, afinal.

Agora, o poema está à disposição no Literatura Errante. No Verso Errante.

terça-feira, 2 de junho de 2009

Definir Eline

Em poucas palavras, é um privilégio conhecer e poder Definir Eline.

Agora, o poema está à disposição no Literatura Errante. No Verso Errante.

sábado, 23 de maio de 2009

Inconfesso Desejo

Quem nunca desejou alguém que esteve fora de seu alcance? O poeta, para exorcizar de seu corpo os calores de um desejo proibido, se expõe aos olhos dos leitores, admite um Inconfesso Desejo, e corre o risco da censura geral. E recebe aplausos pela obra, ainda que cercado de olhares desconfiados...

Agora, o poema está à disposição no Literatura Errante. No Verso Errante.

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Sem Amarras

Qual é as fórmula para a boa arte? Na minha opinião, NÃO HÁ!
Há muitas maneiras de se produzir uma obra, muitos meios de expressão. Há inúmeras peças que são bem feitas, e outras que são mal acabadas. Algumas, reveladoras de um grande refinamento, enquanto outras são rústicas ou, mesmo, por demais vulgares. Mas, artista que é artista sabe que tem a liberdade de produzir Sem Amarras. Venha ler a nossa crônica.

Veja esse e outros textos em Prosa Errante. E seja bem-vindo ao Literatura Errante!