quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Haikais I - Fobias e Sem Humildade

Num bar, amigos reunidos, jogam e bebem, e riem e se divertem. Uma prenda caiu no colo do poeta: escrever dois Haikais. O poeta pouquíssimo conhecia do gênero. Precisou pesquisar a respeito, e, quer saber? Gostou do que viu. Outros Haikais virão.

Agora, os poemas estão à disposição no Literatura Errante. No Verso Errante.